Privacy

O site www.mezzena.com não coleta e usa informações pessoais relacionadas aos usuários que visitam o site e não realiza nenhum tipo de estatística sobre os usuários, exceto pelo acesso facultativo, explícito e voluntário às redes sociais usadas para entrar em contato. Franco Mezzena disponibilizado no site.

Esta informação é válida apenas para o site www.mezzena.com e não para outros sites que podem ser consultados pelo usuário através de links em nosso site; de fato, o monitoramento e controle do conteúdo desses sites não é realizado e mesmo que tais sites usem ferramentas que coletam e processam dados pessoais do visitante.
Portanto, recusamos qualquer responsabilidade pelo material disponível nesses sites e recomendamos que você verifique as informações relevantes sobre a proteção de privacidade de cada site.

Finalmente, lembramos que você tem direito aos direitos mencionados no art. 7 do Decreto Legislativo 30 de junho de 2003 n. 196, conforme indicado abaixo:

O interessado tem o direito de obter a confirmação da existência ou não de dados pessoais que lhe digam respeito, mesmo que ainda não registrados, e sua comunicação de forma inteligível.
O interessado tem o direito de obter a indicação:

a) da origem dos dados pessoais;
b) das finalidades e métodos do processamento;
c) da lógica aplicada no caso de tratamento realizado com o auxílio de instrumentos eletrônicos;
d) dos detalhes de identificação do titular, do responsável e do representante designado, de acordo com o artigo 5, parágrafo 2;
e) dos sujeitos ou categorias de sujeitos a quem os dados pessoais podem ser comunicados ou que podem aprender sobre eles como representante nomeado no território do Estado, gestores ou agentes.

A parte interessada tem o direito de obter:
a) atualização, retificação ou, quando interessada, integração de dados;
b) o cancelamento, a transformação em forma anônima ou o bloqueio de dados processados ​​ilegalmente, incluindo dados cuja retenção é desnecessária para os fins para os quais os dados foram coletados ou posteriormente processados;
c) a atestação de que as operações referidas nas alíneas a) e b) ter sido levado ao conhecimento, também no que diz respeito ao seu conteúdo, daqueles a quem os dados foram comunicados ou distribuídos, exceto no caso em que tal cumprimento isso é impossível ou envolve o uso de meios manifestamente desproporcionais ao direito protegido.

A parte interessada tem o direito de se opor, no todo ou em parte:
a) por motivos legítimos, ao processamento de dados pessoais que lhe digam respeito, mesmo que sejam relevantes para o objetivo da coleta;
b) ao tratamento de dados pessoais que lhe digam respeito, para fins de envio de publicidade ou material de vendas diretas ou para a realização de pesquisa de mercado ou comunicação comercial.

©2018 Franco Mezzena :: Violinista